COLUNAS AQUAFLUX
Alimentos vivos, sem preguiça!

Fala Fluxers !!! Cá estou eu nestas péssimas linhas, escritas naquele português de deixar a dona Keiko, minha professora de Língua Portuguesa do primário, ruborizada e se perguntando que diabos ela fez de errado! Mas enfim, como o Adilson tem um bom corretor ortográfico, ainda dá um talento no final!

Falando de aquarismo e mais especificamente de alimentação viva, o quanto ainda o tema é cercado de alguns mitos e as vezes de muita preguiça por parte dos amigos aquaristas, e é algo muito importante, além de debater de testar, afinal, manter os peixes requer principalmente uma alimentação bacana, balanceada e que ofereça ao peixe o que ele precisa de nutrientes, palatabilidade e diversão.

Eu sempre gostei de cultivar/criar a alimentação dos meus peixes, gosto da ideia de prover algo que eu sei a origem e como foi criado, também cria-los é divertido e as vezes desafiador, pois certas culturas precisam de bastante técnica para prosperarem e não definharem, alimentação correta e cuidados. Não estou dizendo para ninguém ter mais trabalho com "comida viva" do que com os peixes, mas que é interessante ter pelo menos umas 2 culturas simples a mão.

Também não devemos ser radicais não é mesmo? Ração é sempre uma opção interessante e dependendo dos peixes que você mantém é imprescindível, por isso, não levanto nenhuma bandeira, mas lendo no Aquaflux vejo que apesar de atualmente as culturas estarem muito mais acessíveis poucas pessoas conseguem mantê-las e principalmente identificar as que mais se adequam ao seu aquarismo!

A maior barreira, por incrível que pareça ainda é que alguns aquaristas tem NOJO de certas culturas, sério, não consigo escrever isso sem rir, claro existem umas que realmente cheiram "esquisito", mas a grande maioria é inodora e ai vejo peão formado, barbado que tem nojo de minhoca! Pela glória! Claro, sendo razoável, cada um tem seus medos que devem ser respeitados, mas não tem como "chorar" por que seu peixe não desova, por que não cresce ou até por que não tem aquelas cores! "Ah mas seu der só ração meus peixes não vão se reproduzir?" a resposta é: Podem até se reproduzir, mas vai custar um tanto mais e a probabilidade de não ocorrer é maior, claro existem espécies que até em inanição procriam, como poecelideos por exemplo, outros que já tem uma capacidade reprodutiva maior e que mesmo apenas com ração conseguem desovar bem (que seria muito mais com alimentação viva), desde que tenham condições boas, como Ciclídeos (os africanos principalmente), mas se você quer reproduzir por exemplo caracídeos (tetras) e ciprinideos (barbus), sem alimento vivo (nem que seja congelado que ai se chamaria in natura) eu acho complicado! "Ah mas eu nem quero reproduzir, só ter!", bom além de você não saber o que está perdendo tentando reproduzir seus peixes, também está deixando de oferecer um pouco mais de qualidade na alimentação do seu peixe, e ver que o crescimento é outro e as cores melhoraram muito!

Eu gosto também de falar do aspecto praticidade de alguns alimentos vivos, principalmente quando temos que viajar ou então quando não temos como alimentar nossos peixes 3 vezes ao dia, pela minha experiência os alimentos vivos "sustentam" bem mais os peixes, claro não estou falando de artêmia que tem uma composição de quase só água, mas principalmente de anelídeos como minhocas, tubifex e whiteworms/grindal que possuem bastante gordura e proteína na sua composição corpórea os 2 primeiros tem a vantagem de não morrerem na água, a minhoca pode ficar dias e o tubi é aquático, as enquitreas aguentam pouco, tem também as dafnias que eu gosto de oferecer aos peixes depois de alimentá-los, elas ficam lá nadando felizes e quando o peixe sentir fome novamente ele irá pega-la, as enquitreas são ótimas para crescimento de alevinos (que conseguem come-las), ajudam para peixes menores e também são bem práticas assim como os besouros do amendoim que tem larvas de diversos tamanhos e duas ou 3 delas já deixam o peixe bem gordinho e feliz.

Como eu falei é importante que se tenha em mente em cultivar alimentos vivos que sejam práticos e adequados para sua casa ou cidade que vive, não adianta em um apartamento pequeno querer ter culturas de larvas de megaselias pois acaba cheirando até mesmo drosóphilas, sua esposa/mãe/parceira/parceiro irão implicar com razão, ou então em lugares MUITO quentes enquitreas sem acondiciona-las em um isopor com um pouco de gelo dentro o mesmo vale para dafnias, tubifex e moinas que gostam de frio. Minhocas costumam ser bem práticas e o minhocário se bem feito não cheira e é ótimo para dar fim em filtros de café, cascas de frutas, guardanapos usados etc. Para quem tem espaço e quer praticidade branchonetas e moinas são bem legais, se reproduzem bem e em boa quantidade, artêmia também, larvas de mosquito também são bem legais e os peixes adoram.

Cabe também dizer para ter cuidado já que depois que se começa fica meio institivo olhar tudo com viés "será que meu peixe vai curtir?", e ai começam a dar tudo que é bicho que aparece para os peixes, principalmente insetos e apesar de formigas e aranhas fazerem parte da dieta dos peixes deve-se observar que são animais que podem estar contaminados com pesticidas. Outros podem ser naturalmente venenosos (lembrem daquelas sinais da natureza, que se as cores forem muito berrantes principalmente preto e amarelo, preto e vermelho podem ser muito venenosos) como girinos de algumas espécies, lagartas etc. E ai vem o insubstituível, o inigualável, o fantástico: BOM SENSO

Vale a pena tentar e ver a diferença no comportamento dos seus peixe e também como é divertido cria-los.

Seguem alguns tópicos bacanas para quem quiser saber mais e ver o que anda sendo utilizado e claro não deixem de debater e perguntar.

Autor: Fabio Burgarelli (12/08/2013)
Esta coluna foi lida 4283 vezes.
Gostou desta coluna e deseja publicar em seu website, blog ou outro meio de divulgação?
Entre em contato com nossa equipe e solicite uma autorização.

O aquarismo não é uma ciência exata, portanto estamos sempre abertos a comentários, adições e alterações, fique à vontade para nos ajudar a divulgar e ampliar o hobby.

Aquaflux Aquarismo e Aquapaisagismo © 2008 / 2015
Desenvolvido pela Adivision Websolutions
Aquariumrank.com - Ranking the Top Aquarium Sites on the Internet