COLUNAS AQUAFLUX
Nem fazem, nem deixam ninguém fazer

A cada dia mais coisas são proibidas. Nossos órgãos ambientais são especialistas em proibir tudo que se refere à criação de animais. Cada listagem que sai é mais restritiva, e muita gente embarca no papo que a criação em cativeiro ajuda na extinção. Mas a verdade é justamente o contrário. Mesmo a teoria que a extinção de espécies tem a ver com o mercado pet ilegal. Isso só vale para casos em que as espécies já estão absolutamente prejudicadas em suas populações pela destruição de seus habitats. Nos ambientes preservados, só em casos raros a caça e a coleta são perigosas por si mesmas. 

Ultrapassamos, nas áreas urbanas, a fase das atiradeiras, das arapucas, dos alçapões, das gaiolas indiscriminadamente por todo lado... e hoje, muito tempo depois dessa fase passar, a redução da avifauna urbana está numa aceleração exponencial. Logo, conclui-se que o verdadeiro mal é a destruição dos ambientes naturais.

O problema é que nessa sociedade de cotas, de paliativos, de não enfrentar o problema real, mas de criar falsos culpados, é mais fácil para os "defensores dos animais", para a imprensa e para o Governo transformar um pobre que tem um passarinho, ou um adolescente de classe média que tem uma cobra, ou ainda um aquarista que reproduz peixes ameaçados, em monstros destruidores responsáveis pela extinção das espécies. Enquanto isso, desvia-se a atenção das empreiteiras, megaempresas do agronegócio, empresas de saneamento, multinacionais, empresas estatais, Governos, etc... que, por ação ou omissão, estão devastando biomas inteiros como o da Mata Atlântica, e destruindo milhares de espécies de uma só vez.

A imprensa que fica calada com os crimes das empresas de saneamento; as ONGs que atacam mais quem cria um passarinho que a empresa que destrói uma floresta; o órgão ambiental que proíbe, com pena de multa e prisão, alguém de criar um peixe que não existe mais na natureza (o que seria a única chance de salvar a espécie), mas que fingiu não ver os aterros, feitos pelo governo e particulares, que levaram à extinção da espécie pela destruição dos charcos onde vivia... Tudo isso é o retrato de um país onde proteção ambiental virou uma mistura de ideologia, fanatismo, achismos e demagogia, sempre regida pelos interesses dos poderosos.

E tudo pago pelo nosso dinheiro.


Autor: Walter Sant Anna (03/06/2014)
Esta coluna foi lida 1197 vezes.
Gostou desta coluna e deseja publicar em seu website, blog ou outro meio de divulgação?
Entre em contato com nossa equipe e solicite uma autorização.

O aquarismo não é uma ciência exata, portanto estamos sempre abertos a comentários, adições e alterações, fique à vontade para nos ajudar a divulgar e ampliar o hobby.

Aquaflux Aquarismo e Aquapaisagismo © 2008 / 2015
Desenvolvido pela Adivision Websolutions
Aquariumrank.com - Ranking the Top Aquarium Sites on the Internet